POETAS DO BRASIL

Blog para divulgar poetas brasileiros e estrangeiros que têm participado das atividades do Congresso Brasileiro de Poesia, realizado anualmente na cidade de Bento Gonçalves/RS, sempre na primeira semana de outubro

sexta-feira, abril 02, 2010

VALLENTINE (POETISA MENOR) — Nasceu na Cidade de Barra do Pirai/RJ e no ano seguinte a família transferiu a residência para a Cidade do Rio de Janeiro, onde morou até 1998. Bacharelada e Pós-Graduada UFRJ e IBEH de SP, na adolescência era apaixonada por Neruda, Drummond e outros poetas, costumava rasgar seus próprios versos por considerá-los excessivamente fracos. Foi no final de 2007, ao descobrir o movimento da poesia no Orkut, que decidiu a voltar a esta experiência fascinante de escrever. Participou da Antologia À Flor Da Pele de 2008 e seus poemas vêm sendo publicados por alguns amigos em diferentes blogs. Seu nome artístico, Vallentine, é uma derivação do sobrenome Valente, uma homenagem ao seu bisavô paterno, escritor e poeta amador. Sente-se uma eterna leitora-escritora-aprendiz diante dos poetas mais experientes, motivo pelo qual se sente muito confortável, ao referir a si mesmo como: “uma poetisa menor”. Dentro das poesias que apresenta nesta antologia, destaca “Um Amor em Dia Gris, por gostar de poema narrativo, escrito na terceira pessoa; o poema “És Sândalo”, por ser uma declaração de amor, que ficou escondida na gaveta há quase dois anos, e o poema místico “Ventos Luminosos” que se refere ao “Sopro Divino” da Criação. Sua maneira de escrever é bem simples e descompromissada de qualquer movimento estilístico, mas deixando agora, fluir sua inspiração com imenso respeito e ternura.

VENTOS ILUMINADOS

© VALLENTINE

Sou da canção o movimento
e o vento atemporal
em flores balançando biografias
palavras perfumando histórias
néctar da clorofila e da flor.
Um raio e mergulho profundo
no amor e no além mundo
no transitório dos séculos.

Vento e Salamandra!
Força de mim
em tuas velas e caravelas
Formas e sonhos!

Grito teu nome, ecoam oceanos.
Ascendo com tudo ao teu céu.
Voz em soprano ligeiro ventando amor!
Um perfume fogo!
Um eco!
Um vento luz!


1 Comentários:

Blogger Valenttine (poetisa menor) disse...

Amado amigo Antônio Bacca

Foi um prazer enorme participar da Antologia de 2009. E agora tomada de surpresa, vejo que você publicou,neste Blog, um dos meus poemas favoritos.
Aproveito a oportunidade para parabenizá-lo por conduzir anualmente o Congresso de Poesias do Brasil com tanta dedicação e ternura.
Imensamente agradecida por sua atenção, por sua gentileza e por tê-lo como amigo.
Um abraço carinhoso,

Vallentine (poetisa menor)

6:55 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial