POETAS DO BRASIL

Blog para divulgar poetas brasileiros e estrangeiros que têm participado das atividades do Congresso Brasileiro de Poesia, realizado anualmente na cidade de Bento Gonçalves/RS, sempre na primeira semana de outubro

quinta-feira, março 25, 2010


HELMAR FERNANDES — Helmar não existe para a literatura... é um profissional apaixonado pelos peixes, pela natureza e pela poesia... trabalha com pessoas e ama o que faz, mas sua filha e o seu amor eterno é que lhe inspiram a falar do amor... Sem a pretensão de ser um poeta, empresta sua poesia a um pseudônimo que gosta de falar do amor e da natureza... das coisas simples... Tem a sorte de viver em uma das mais belas cidades deste país... a fria e linda Poços de Caldas, no sul das Minas Gerais... Começou a escrever aos 12 inspirado pelo irmão, cuja genialidade obscura ainda o inspira e intriga...
Seu sonho? Estar pra sempre ao lado das pessoas que ama e viver de pesca, aquarismo e poesia... e poderia haver coisa melhor?

ALGUÉM

© HELMAR FERNANDES

Alguém!
Alguém aí me ajude!
Tenho as mãos trêmulas
O choro a me engasgar
Fiz o que pude

Alguém!
Alguém aí me escore!
Me tire dessa arritmia
Me dê um coração
Que não me mate a cada dia

Alguém!
Alguém aí me ampare!
Põe meu coração de novo
Monocórdio, copioso
Põe na minha boca algo que cale

Alguém!
Alguém aí me socorra!
Me afasta logo desse amor
Me arranca esse estigma do peito
Antes que dele eu morra

Alguém!
Alguém aí me salva!
Pois eu não suporto nem aceito
Tirar de dentro do meu peito
Teu rosto de anjo, tua pela alva

Alguém!
Alguém aí me ensina!
Amar sem ter medo
Viver sem tais entrechos
Aceitar minha sina

Alguém!
Alguém aí me mate!
Pois que não suporto o veto
O impedir de nascer o feto
A mancha no chão, escarlate

Alguém!
Alguém aí me convence!
Que a despeito da dor
Quem acredita no amor
Sempre vence, sempre vence!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial