POETAS DO BRASIL

Blog para divulgar poetas brasileiros e estrangeiros que têm participado das atividades do Congresso Brasileiro de Poesia, realizado anualmente na cidade de Bento Gonçalves/RS, sempre na primeira semana de outubro

segunda-feira, março 29, 2010

RAFAEL BÁN JACOBSEN — Nasceu em 21 de maio de 1981 em Porto Alegre. É físico, professor, pianista, poeta e escritor. Participou de inúmeras coletâneas e tem grande quantidade de artigos publicados em jornais e revistas. Em 1998, lançou seu primeiro livro individual, Tempos & Costumes, recebendo o Prêmio Açorianos de Destaque em Narrativa Longa. Em julho de 2005, lançou seu primeiro romance Solenar, também agraciado com o Açorianos em 2006. É sócio do Grêmio Literário Castro Alves (GLCA), da Casa do Poeta Rio-Grandense (CAPORI), membro do Partenon Literário e ocupante da Cadeira número 11 da Academia de Artes Ciências e Letras Castro Alves (AACELCA). Trabalha, atualmente, com pesquisa em Cosmologia e em Física Nuclear e de Partículas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde realizou bacharelado e mestrado. Prepara o lançamento de seu novo romance, Uma Leve Simetria.

RAIO DE SOL

© RAFAEL BÁN JACOBSEN

Então guardei um único raio de sol
para quando retornasses da escuridão,
quis ofertar-te meu dorido coração
e um fio de luz que de minh’alma fosse escol.

Sofri por tua ausência o mais triste crisol,
sonhei contigo imerso em trevas e ilusão;
Procurava em desespero estender-te a mão
ao rasgar na distância o lume do farol.

Como não pudesse eu alcançar-te jamais,
esperei por romperem da aurora os umbrais
e colhi na amplidão do céu um fio de luz

— Um singelo raio de sol para brilhar
eternamente em teu caminho, para estar
contigo na jornada que à vida conduz!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial