POETAS DO BRASIL

Blog para divulgar poetas brasileiros e estrangeiros que têm participado das atividades do Congresso Brasileiro de Poesia, realizado anualmente na cidade de Bento Gonçalves/RS, sempre na primeira semana de outubro

segunda-feira, março 29, 2010

MARIA CLARA SEGÓBIA — Maria Clara Lopes Segobia nasceu POA/RS. Formada em Pedagogia Educacional e prática de ensino em Filosofia, Didática e Psicologia da Educação. Aposentada da FEBEM desde 1999. Participou de várias Coletâneas e Antologias. Em 2002 recebeu da editora Shan o 1º lugar no Concurso “Insigne Poeta”. Em Fortaleza recebeu o troféu “Destaque Brasil 10 anos qualidade internacional” pelas atividades culturais realizadas em São Paulo no programa “Projeção na TV”. Pertence à Associação Nacional dos Jornalistas e Comunicadores de Eventos Culturais e Turísticos, em São Paulo. Em 2005 em viagem a Paris, fez cobertura turística e cultural. Em Goiânia, recebeu o título de Delegada Especial da POEBRAS. Coordenou a Antologia “Prosa & verso” em homenagem a Nelson Fachinelli, 2005. Criou o “Troféu Nelson Fachinelli Operário das Letras”, Bóton alusivo aos 39 anos da Casa do Poeta Rio-Grandense e o troféu “9ª Imagens de Quintana. Colaboradora permanente do programa Radial “Dicho Sea de Paso”, de Perpétua Flores em Buenos Aires desde 2.000. Participação: “Festival de artes 2006” em Mar Del Plata: em 2007 “III Encontro Internacional de Artes e Letras” em Montevidéu; 1º, 2º e 3º Belô Poético em B. Horizonte; “La Palabra em Movimiento” em San Martin, Buenos Aires; 2008 Encontro Internacional de Poesia “Navegando Cielo Del Mundo” no Chile. É Cônsul dos Poetas Del Mundo, Coordenadora do Proyecto Cultural Sur/Brasil, núcleo Porto Alegre. e Secretária-geral do Congresso Brasileiro de Poesia e do Encontro Latino Americano da Casas de Poetas. Associada da Casa do Poeta Riograndense e de diversas entidades culturais.

INJUSTIÇA

© MARIA CLARA SEGÓBIA

Onde estão os meus ideais,
meu futuro, minha vida...
Com os projetos seguindo,
seu rumo certo,tranqüilo
sem mudanças inesperadas.

Hoje não sei
se amanhã estarei aqui,
se terei calma,saúde
trabalho, casa, comida...

A vida tornou-se com o progresso, com a política,
um mundo de competição,de loteria.
Não se sabe o que fazer, o que ensinar...
Apenas lutar, lutar
Pelo quê?
Sem sonhos, esperanças.

Até quando as portas da felicidade
vão estar fechadas aos pobres,
fingindo estar se abrindo
para essa juventude sedenta
a espera de oportunidade...
Quem é, continua sendo...
Quem não é, pode estar certo
Nunca será.
Meus Deus! Quanta injustiça!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial