POETAS DO BRASIL

Blog para divulgar poetas brasileiros e estrangeiros que têm participado das atividades do Congresso Brasileiro de Poesia, realizado anualmente na cidade de Bento Gonçalves/RS, sempre na primeira semana de outubro

quinta-feira, outubro 30, 2008


JUSSÁRA CUSTÓDIO GODINHO — gaúcha com orgulho, nascida em 10 de setembro de 1957, na cidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. Formada em Licenciatura Plena em Letras - Português e Espanhol, pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Professora do Ensino Fundamental na Rede Municipal de Ensino de Caxias do Sul, durante 6 anos foi assessora pedagógica da Secretaria Municipal da Educação da mesma cidade.
O amor pela leitura e pela Literatura sempre ecoou em seu ser, desde os tempos em que ainda era uma menininha magricela de cabelos encaracolados, escondidos numa longa trança feita pelas mãos da D. Maria de Lourdes, a Duda, sua mãe, já falecida.
Estudante dedicadíssima, guarda até hoje a Menção Honrosa, recebida em 1969, quando tinha apenas 12 anos de idade, pela participação no Concurso de Redação “Que poderei por minha Pátria?” promovido pela UCS.
Tem participação em mais de vinte Antologias Poéticas e Literárias, vários sites. E algumas classificações em Concursos Literários!
Dos quase quatrocentos textos entre Poemas, Trovas Literárias, Acrósticos, Crônicas e Frases que produziu, a maioria ainda são inéditos. Acredita que através da Poesia é possível ensinar e aprender com verdade e alegria, deixando a vida fluir, pois a Poesia é a própria Vida! A leitura é meu maior lazer! A escrita, meu maior prazer!
É membro da União Brasileira de Trovadores (UBT) Caxias do Sul e da Associação Gaúcha de Escritores (AGES).

Simplicidade

Meu poetar é simples
Fácil de interpretar
Retrata reais momentos
Deixa a vida por ela falar

Meu Poetar é simples
Diz muito sem muito explicar
Revive os sentimentos
Deixa a vida por ela falar

Meu poetar é simples
Não pretende impressionar
Busca da alma os lamentos
Deixa a vida por ela falar

Meu poetar é simples
Quer com versos aclamar
Do mundo todos os intentos
E quer o amor proclamar!

2 Comentários:

Anonymous Andrea Lucia disse...

Belo poema!!
A simplicidade, por vezes, é mais complexa do que a gente pode imaginar...
Beijos,
Andrea.

5:31 AM  
Blogger Gaby disse...

Lindos versos...
Esse poetar simples, traduz a intensidade de uma amante das letras...
Parabéns!!!
Beijos
Aline Gabriela

9:38 AM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial